Design-sem-nome

 Existe um provérbio que diz: "Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele." Provérbios 22:6.

O ser humano está muito acostumado com lendas e contos de fadas, mas quando se trata da Palavra de Deus é real! Assim, esse provérbio transmite a seguinte mensagem:
Quando você educa a criança no caminho correto, com bons hábitos, com valores, princípios desde a infância, quando estiver adulta, a chance desses ensinamentos serem passados aos seus filhos e netos, será muito maior. 

E por mais incrível que pareça, não é caro educar de forma correta, só precisa de tempo, tempo para os pais passarem com seus filhos, transmitindo valores morais, princípios éticos, além da transmissão de afeto tão importante na infância.
Dessa forma, existem atividades que não depende de dinheiro nem de classe social, como brincar com os filhos, ler para eles, mostrando desde cedo a importância da leitura, assistir filmes juntos e ter tempo para conversar.

"Crianças não precisam ser treinadas; precisam ser guiadas. A vida não é só sobre lições intelectuais e informação. É sobre integrar a verdade no tecido das nossas vidas diárias. Deus nos chama a colocar os nossos filhos e seu treinamento para o topo da lista das nossas prioridades porque nossos filhos são eternos, enquanto a maioria das coisas nas quais investimos o nosso tempo são temporárias."

E foi pensando em tudo isso que a Igreja Adventista do 7º Dia, através da Associação Amazonas Roraima - AAMAR, aproveitou a quarentena e estimulou os pais e os filhos à ficarem mais tempo juntos, através do Clube de Aventureiros, realizando várias atividades como os desafios do que foi chamado de: "Semana do Lenço", fazendo referencia ao lenço que usam no uniforme. 

As crianças que cumprissem todos os desafios receberia no final um certificado digital especial que seria impresso pelos pais e guardados como recordação dos momentos que passaram juntos. 

Nenhum dos desafios era possível fazer sem a ajuda dos pais, nem que fosse para tirar a foto e postar nos grupos de Aventureiros e Ministério da Criança Adventista, bem como nas páginas do facebook, onde os pais contaram com o apoio e a gentileza de Bruno Bitencourt, dentre outros.

O Clube de Aventureiro começou sua história em 1972. Em 1990, o plano piloto do Clube foi iniciado nos Estados Unidos, na Divisão Norte-Americana. Em 1991, a Associação Geral da IASD o autorizou, como programa mundial, estabelecendo seus objetivos, currículo, bandeira, uniforme e ideais. 

É um programa para crianças semelhante aos escoteiros mirins, tem seu foco na educação de crianças na faixa etária de 6 a 9 anos.

Cada Aventureiro é especial e único. O clube educa de maneira criativa a ter disciplina, organização e responsabilidade. 

Além das demais vantagens que o clube oferece, a socialização é tratada com seriedade, pois, o Clube de Aventureiro ajuda as crianças a trabalharem unidas e a se preocupar com os semelhantes.

Ser criança no Clube de Aventureiros é desenvolver várias áreas da vida, promovendo assim um crescimento saudável em todos os sentidos. Conheça mais sobre essa aventura, aberta a todas as crianças com idade entre 6 e 9 anos, em uma Igreja Adventista mais próxima de sua residência.

Dentre as atividades existentes estão as especialidades que eles adquirem através da leitura, atividades esportivas como ciclismo, dentre outras, visitas a bosques e estudos de várias espécies de animais, além de outras infinitas atividades que auxiliam em seu desenvolvimento e formação de caráter.

É importante ressaltar a importância desse Clube na vida de crianças como Hannah Isabelle de 8 (oito) anos de idade, que desde os 6 anos está no Clube de Aventureiros Abelhinhas do Rei, que hoje tem como diretora Meire Souza.

Foi no Clube de Aventureiros que Hannah Isabelle viveu grandes momentos de sua infância, como as Olimpíadas do Eco Park, os leilões no final de cada ano, as visitas ao Bosque dos Papagaios, onde pode conhecer plantas de espécies diferentes e aumentar suas especialidades. 

Hannah já levou para o Clube de Aventureiros vários colegas do SESC: Mariana Aires, Ana Leticia, Maria Cavalcante, João Vitor, dentre outros.
Mas as crianças que não faziam parte do Clube de Aventureiros não ficaram de fora, sob a orientação da Departamental do Ministério da Criança Aline Cristina Francisco Machado de Oliveira, e a Coordenadora de Criança do Estado de Roraima, a inigualável Ivoneide Figueiredo, foram realizados outros tipos de desafios: crianças orando por crianças. Então, cada dia da semana teria que cumprir o caderno de oração. 

Dessa forma, cada dia a criança orava por uma razão: Fim da pandemia, crianças sem alimento, crianças orando com suas famílias para que os pais conseguissem brincar, ler e estudar mais com seus filhos, dentre outras razões. Tudo isso, para comemorar o dia Mundial do Aventureiro e da Criança Adventista, comemorado esse ano no dia 23 de abril de 2020. 

Precisaria de todo papel e tinta do mundo para descrever as emoções vividas no Clube de Aventureiros e da Criança Adventista, mas é necessário destacar que só foi possível porque o Presidente da Associação Amazonas Roraima, Pastor Wiglife Saraiva e sua esposa Euciany Saraiva, se dedicam demais em tudo que realizam, transformando em realidade o sonhos de tantas crianças e levando felicidade a cada família, realizando assim, os maiores eventos da vida dos nossos filhos, tudo isso porque a AAMAR põe "Amor em tudo que faz"!!!