Amor escrito com sangue

14

*Dolane Patricia **Nina Rodrigues

De todas as datas comemorativas existentes, a Páscoa é a mais fascinante. Primeiro por ser o momento em que é relembrado o sacrifício de Cristo e segundo pela celebração de sua ressurreição (mesmo sabendo que ele não ressuscitou nesse dia), nos atentamos por esse memorial do amor pela humanidade, que tanto necessita de esperança.

Entretanto, esta Páscoa será diferente de todas as outras, pois estamos vivendo cenas no mundo, jamais vistas anteriormente, em toda história da humanidade.
Não daria para expressar nem mesmo na letra de uma canção, ou mesmo em um filme, toda situação existente nos dias atuais, com a chegada do novo Corona vírus, conhecido na atualidade como Covid-19.
Um vírus.. Um ser tão pequeno que não pode sequer ser visto a olho nu, foi capaz de mudar a rotina de quase todos os habitantes do Planeta Terra, levando milhões de pessoas a se isolarem dentro de suas casas, cuidando das suas famílias.

Um alerta? Talvez! Por um instante não se via mais a multidão nos sambódromos, como acontece sempre no carnaval, carnaval esse, onde tantas vezes o nome de Jesus foi profanado, ridicularizado e literalmente desrespeitado. A praia de Copacabana já não é mais palco de shows colossais, olhando ao longe parece um grande deserto a beira mar. 

De repente, todos pararam para refletir sobre suas vidas!
O vírus não escolhe cor, nem classe social. Do mais humilde cidadão da África, até mesmo o príncipe Charles e a Rainha da Inglaterra, todos tiveram uma reviravolta em suas vidas.
Nos Estados Unidos, os corpus estavam sendo pegos com pá mecânica e postos em caminhões, mais de mil e quatrocentas pessoas mortas em um único dia! No Equador os corpos já estavam sendo deixados na rua, por não ter mais lugar nos cemitérios, isso sem mencionar os espantosos números da Itália e Espanha.

Mas, esse artigo não é para falar do Corona vírus, mas é que em razão da facilidade do contágio, ele nos obrigou a ficarmos em casa e termos tempo suficiente para refletir sobre tudo, inclusive a Páscoa, mas como refletir sobre a Páscoa, sem refletir primeiro no que Jesus foi capaz de fazer?
Na verdade, a páscoa já existia antes mesmo de Jesus nascer. Sim, na verdade tudo faz parte de um grande plano, o plano da Redenção. Antes de Adão e Eva pecarem no Jardim do Eden, havia um plano para salvá-los, caso desobedecessem. 

Deus avisou que o salário do pecado seria a morte, ou seja, aquele que pecasse teria que morrer eternamente! Entretanto, havia um plano, caso pecassem, o que levaria toda a humanidade ao pecado, alguém teria que morrer, mas, como tratava-se de uma Lei, não poderia ser qualquer pessoa, apenas Aquele que havia criado a Lei, só Ele teria o poder de dar a sua vida para que o pecado fosse totalmente apagado e perdoado.

Nesse sentido, Jesus, que já existia estava pronto para morrer no lugar de Adão e Eva caso pecassem, e pecaram!
Foi por esta razão que Jesus, que já existia lá no céu, acima das estrelas e de todas as galáxias, resolveu descer e consertar as coisas aqui na Terra! 

Dessa forma, Jesus se despiu de suas vestes sacerdotais feitas de toda espécie de pedras preciosas e veio nascer num estábulo, foi deitado em um berço de palha, um lugar onde toda água que existia era a usada pelos animais. Ele veio para ensinar aos seres humanos, que as pessoas são mais importantes do que as coisas e para mostrar também, até que ponto ele é capaz de amar.

Contudo, era necessário que os seres humanos entendessem o significado desse ato de amor tão grande. De acordo com a Lei do Céu apenas o sangue (que significa vida) teria o poder de apagar os pecados. Assim sendo, era preciso que os humanos entendessem o real significado de um gesto tão nobre.

Nesse contexto, foi necessário construir um Templo, um Santuário no Planeta Terra onde seriam feitos ali sacrifícios de animais, como por exemplo, o cordeiro, para simbolizar que um dia o Cordeiro de Deus viria pagar o pecado da humanidade, morrendo de forma inocente, mesmo sem nunca ter pecado!
Na verdade, a páscoa já existia antes do nascimento de Jesus como bebê neste planeta: Houve uma época em que os filhos de Deus, concentrados em Israel, estavam sendo escravizados no Egito. Deus então, sempre pronto a salvar a humanidade, enviou Moises para que tirasse o povo da escravidão, mas havia um Faraó que não permitiu tal façanha.

Assim sendo, foi necessário que Deus enviasse dez pragas, sendo a última delas, a morte de todos os primogênitos do Egito, para que dessa forma, Faraó finalmente deixasse o seu povo ir para a terra que Deus havia prometido. 

Na época, o povo de Deus também possuía primogênitos no Egito, contudo, como diferenciá-los?
Deus ordenou então que seu povo matasse um "cordeiro" e marcasse a porta da casa com seu sangue, simbolizando que o sangue de um cordeiro libertaria os primogênitos da morte.
Esse episódio foi chamado de Páscoa e foi celebrado durante muitos anos, até que um dia o cordeiro (Jesus) de Deus nasceu, viveu e morreu, derramando seu sangue inocente para salvar a humanidade da morte eterna. 

Ele morreu numa sexta-feira, passou o sábado no sepulcro e ressuscitou no domingo. A partir de então, tudo passaria a fazer sentido, a morte dos cordeiros no Templo e a marcação com sangue nos umbrais da porta no Egito.

Desde então a Páscoa passou a ser celebrada rememorando o sacrifício do cordeiro de Deus. Assim, após ressuscitar, Jesus apareceu para alguns amigos e depois aos olhos de todos, subiu aos céus, com a promessa de que um dia voltaria, para buscar todo aquele que nele cresse.
Muitos não acreditam que essa história realmente aconteceu, muitos sequer acreditam em Deus, mas em vírus, será que acredita? Nem dá pra ver!!!

A verdade é que a própria natureza, criação de Deus fala por si, se nunca ninguém tivesse falado de Deus, a própria natureza já falaria por si do seu poder e do amor que Ele sente por cada um de nós.
Assim, refletindo sobre toda a beleza que a páscoa trás consigo, temos uma linda programação voltada para todos aqueles que desejam conhecer melhor essa linda historia do cordeiro que foi morto na cruz, estamos como associação AAmar trabalhando ame a Deus, ame as pessoas e ame a missão.
Com isso surgiu em nossos corações o desejo pela Páscoa solidária que envolve o amor aos necessitados do pão de cada dia. 

Como cristãos sabemos que Jesus é o pão da vida, e para que isso se torne real na vida das pessoas precisamos viver esse Cristo ressurreto em nossas atitudes em meio a esse caos que a pandemia esta trazendo a algumas pessoas que são menos providas.

Na cidade de Boa Vista Roraima, através do trabalho do Pr. Edivan J. Oliveira, diretor da ASA-Assistência Social Adventista as igrejas Adventistas, foram ponto de arrecadação de alimentos, roupas no final de semana.

Vários supermercados da cidade nos apoiaram permitindo que ali na portaria de seus estacionamentos fossem colocados DRIVE THRU, com três voluntários acompanhados de seus lideres religiosos para arrecadar alimentos, Deus abençoe a todos que ali estiveram e nos ajudaram.

Não poderia deixar de citar a Escola Adventista sobre a direção do Diretor Pastor André Rodrigo Souza que também esteve com o DRIVE THRU arrecadando alimentos. A TV novo tempo canal 33 vem trazendo uma programação toda voltada para a páscoa em sua programação diária para você e sua família.
Aproveite em momento de quarentena para cuidar da saúde da família, e porque não da nossa espiritualidade, se achegando mais a Cristo, em oração intercedendo pela saúde mundial.
A Semana Santa existe porque Jesus um dia derramou seu sangue inocente, demonstrando o verdadeiro significado da palavra amor.
Um amor escrito com sangue!

** Professora Nina Rodrigues Graduada em Pedagogia Pós Graduada Em Docência do Ensino Superior, e Pós Graduada em Neuropsicologia. 

Ouvido amigo
COVID-19 - E a fronteira?
 

Comentários

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Login Aqui
Visitantes
Sábado, 11 Julho 2020