ERA PIRAMIDE?

Design-sem-nom_20210422-022539_1

Era uma quinta-feira, dia 15 de abril, parecia uma manhã como outra qualquer, até que meio dia, uma notícia publicada no jornal Folha de Boa Vista despertou a atenção de muitos: Uma empresa que trabalhava de forma presencial com investimentos, começou a funcionar no formato Home-office, em razão de sofrer ameaças.
Foi quando surgiu a pergunta: Porque estariam sofrendo ameaças? Segundo a reportagem, "a mudança aconteceu após várias pessoas que dizem terem sido lesadas, irem até a sede, da empresa e ameaçarem funcionários no local."
A reportagem foi realizada após uma denúncia onde um dos investidores alegou ter sofrido atrasos nos pagamentos prometidos pela empresa.
O fato trouxe um questionamento: Era uma Pirâmide Financeira? Anos atrás dei uma entrevista para a revista Valor Econômico sobre o assunto e seria importante esclarecer o que é uma pirâmide financeira. Um esquema fraudulento que atrai investidores com a promessa de ganhos rápidos e retornos altos
Qual é o maior problema? Muitas vezes a população pode nem perceber quando ingressou em um sistema de pirâmide até ser tarde, acreditando nas ilusões prometidas de dinheiro rápido, com operações supostamente legais. Ademais, com a pandemia, muitas pessoas que se encontram sob pressões financeiras de caráter imediato, tomaram decisões financeiras que poderiam ser diferentes caso elas estivessem em outro contexto, o que agrava muito a situação.
Mas existe um problema ainda maior, geralmente essas empresas que oferecem juros altos, não tem autorização para realizar essas operações financeiras, os investidores não tem como saber se as mesmas são ou não autorizadas a realizar essas operações e na verdade nem conhecem a burocracia exigida para se trabalhar nesse ramo de investimento.

Nesse sentido, em razão de serem informações bancárias confidenciais, além de serem regidas por contratos que não são acessíveis aos investidores e por confiarem na boa-fé do proprietário, geralmente pessoa bem comunicativa e conhecida da sociedade, não exige que seja apresentada a autorização para realizar a operação financeira contratada.
No caso em tela, segundo a reportagem, as negociações aconteciam numa sala onde teriam cerca de 23 terminais, supostamente acompanhando as bolsas de valores de vários países, e o mesmo foi informado que eles operavam legalmente com tudo registrado pela plataforma " IQ Option " e que o rendimento da aplicação seriam de 20% líquido ao mês.
No mês de janeiro a proprietária, ainda de acordo com as reportagens, teria informado que naquele mês o valor líquido seria de 17% porque seria retido na fonte para pagamento de IR o percentual de 3%.
No mês de fevereiro o empresário estranhou o não recebimento do valor na data que costumava receber, e ao ligar teria sido informado que o pagamento estaria em atraso devido ao período do Carnaval, em seguida, após outro atraso foi informado que uma grande parte dos funcionários da empresa teriam pego Covid19, o que atrasou novamente as operações.
Já no mês de março, foi informado de que não receberia porque estariam tentando repatriar o dinheiro, pois os investimentos teriam sido feitos fora do Brasil.
Ainda em consonância com a Folha, o valor mínimo para aplicação é de R$ 5 mil reais e apenas no grupo de investidores que se juntou para tentar receber o valor investido na empresa, era cerca de R$ 150 milhões.
Quanto plataforma IQ Opition, utilizada pela empresa, a Folha descobriu que a mesma foi investigada em 2020 pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) após ter sido alvo de milhares de reclamações pelo mundo.
Após ser procurada pela Folha, a empresa emitiu uma nota se posicionando sobre o assunto, informando que era uma empresa idônea e de credibilidade.
A Polícia Federal chegou a deflagrar a operação Loki, e cumpriram cinco mandados de busca e apreensão em Boa Vista/RR, expedidos pela 4ª Vara Federal Criminal de Roraima após representação da Autoridade Policial e manifestação favorável do MPF.
Destarte, é necessário considerar o que as pessoas que fizeram investimentos, venderam carros, casas e foram até criticados, no entanto, falar em valores em momento de vulnerabilidade, bem como palavras como oportunidade síngular, seguidas de um sentido de urgência, criam uma referência para uma decisão, uma vez que nossas decisões são afetadas pela forma como vemos as opções diante de nós .
No meio de um flagelo mundial que assola a humanidade, uma pandemia de consequências colossais, diante de um futuro incerto, muitos viram esse investimento como uma oportunidade única.
Essas questões, muitas vezes enraizadas, causam consequências desastrosas, o apelo de popularidade que não é tão fácil resistir e muitos se aproveitam exatamente de vulnerabilidades de desconhecimento, desemprego, falta de autonomia financeira, baixa estima, dentre outras coisas para oferecer negócios arriscados com juros altos e rápidos.
Como diz Agnelo Pavini, muitas pessoas são vítimas de golpes financeiros em todo país, as chamadas pirâmides, esquemas que prometem ganhos elevados em um curto espaço de tempo, usando como argumentos aplicações em moedas digitais ou em mercados e bolsas no exterior. (Ações da Arena).
Além do ganho muito acima da realidade, essas empresas oferecem comissões para quem indicar novos participantes, uma forma de realimentar a pirâmide, que vai pagando os resgates de quem sai com as aplicações de quem entra.



E continua, na realidade, não há investimento nenhum, apenas a troca de recursos entre os que entram e os que saem. Os que investem acreditam que estão ganhando ao acompanhar seus saldos crescendo pela internet, na maioria das vezes meras ilusões digitais...

DIREITOS DO TRABALHADOR APÓS A MEDIDA PROVISÓRIA N...
SEJA UM DOADOR DE SANGUE PROJETO VIDA POR VIDAS
 

Comentários

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Login Aqui
Visitantes
Quinta, 19 Mai 2022
...

Oi! Clique na foto abaixo para conversar no WhatsApp com a Dra Dolane Patricia ou envie um email para dolanepatriciarr@gmail.com

Fale com a Dra Dolane Patricia
Close and go back to page