dolanepatricia@gmail.com

Whatsapp:95 99111-3740

Terça, 04 Setembro 2018 21:20

VENEZUELA, PACARAIMA E A CARIOCA RAFAELA Destaque

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

VENEZUELA, PACARAIMA E A CARIOCA RAFAELA

*Dolane Patricia

 

Brasileiros e venezuelanos estão passando por um momento marcante na história. Trata-se de dois povos que estão sendo vítimas da negligência de autoridades que permanecem inertes em meio ao sofrimento, tanto de brasileiros, quanto de venezuelanos.

 Atualmente, muitos pessoas tem julgado o comportamento do povo de Roraima, em especial de Pacaraima, Município  que faz fronteira com a Venezuela,  e que assistem a questão da crise migratória apenas pela TV, mas que está cheio de opinião para dar, sem que no entanto, nunca tenha feito sequer uma doação para amenizar o sofrimento de um refugiado venezuelano.

Não se trata de apenas respeitar a questão do migrante e do refugiado em Roraima, e se esquecer dos direitos dos habitantes locais, mas de assegurar o direito de ambos.

Sempre fui apaixonada por Roraima. Sua história e geografia me fascinam, ver o Monte Roraima de pertinho, contemplar as belezas de suas cachoeiras, “a montanha de cristal”, fonte de inspiração ao criador do famoso detective Sherlock Holmes, Arthur Conan Doyle, para a sua obra de 1912 O mundo perdido. É um dos lugares mais antigos do planeta e tem sido procurado por diversos turistas de todo o mundo.

Além disso, temos nossa música, cantada na cidade e a beira de lindas cachoeiras e igarapés, ao tempo em que se desfruta de uma caldeirada de peixe, bolo de macaxeira e a carne de sol desfiada e assada na brasa.  “Cidade do Campo beira rio, estrela do Norte do Brasil, cidade do campo entardecer, Boa Vista Linda de se ver...” estrofe da canção de Eliakin Rufino. Cidadão de Roraima.

No final de semana só se falava disso nas redes sociais, as opiniões claro, foram as mais diversas.

A história e Geografia de Roraima são fascinantes e não tem como estudar sobre o tema sem ler os livros de Aimberê Freitas, referência em nosso Estado. São dele as seguintes palavras:

“Boa vista não está localizada no meio da selva, como muitos pensam, ela está no meio de 44 mil quilômetros quadrados de savana tropical. Está ligado ao Caribe tanto pela fronteira com a Venezuela como com a Guiana. É a terra dos Yanomamis, o povo mais primitivo do mundo, mas que merece a proteção e o apreço do mundo inteiro. O sudeste assim como os que moram no sul do Brasil não sabe quase nada de Roraima e dos roraimenses, mesmo assim, recebem-se todos com braços abertos.” Diz Aimberê.

Muitos questionamentos foram feitos para que falassem dos políticos e esquecessem a Rafela, mas problema com político se resolve nas urnas, de forma definitiva, com o voto!

Denegrir a imagem de um Estado ou de um povo não traz benefícios para ninguém.

Somando a isto, existem lugares lindos aqui, o Monumento aos Garimpeiros, situado na Praça do Centro Cívico, é o mais famoso da cidade e homenageia todos que contribuíram para o desenvolvimento da região. A Orla Taumanan, localizada às margens do Rio Branco, possui centros de artesanato local, exposição de artes, restaurante de comidas regionais, além de oferecer visão privilegiada do Rio Branco. É uma vista maravilhosa!

Uma Praça de Águas coloridas, cujas fontes  sobem e descem ao som belíssimas de músicas clássicas.

Não é justo Roraima aparecer na TV apenas em situações negativas. Existe o lado bom que precisa ser lembrado. Existem pessoa boas, são elas que inclusive tem alimentado a maioria dos venezuelanos que vieram pra Boa Vista. Mas não consideram essa parte para noticiar ou “alfinetar” no facebook”

 

*Advogada, Juíza Arbitral, Mestre em Desenvolvimento Regional da Amazônia, Pós graduada em Direito processual Civil. facebook: Dra Dolane Patricia e Dolane Patrícia II. INSTAGRAM: Dradolane_patricia. Acesse dolanepatricia.com.br

Lido 71 vezes Última modificação em Terça, 04 Setembro 2018 21:29
Dra Dolane Patricia

*Advogada, juíza arbitral, Personalidade da Amazônia e

Personalidade Brasileira. Pós-Graduada em Direito Processual Civil, Pós

Graduanda em Direito de Família, Mestranda em Desenvolvimento Regional da

Amazônia.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.